• História


20 anos de lutas e vitórias

Os trabalhadores em vigilância e segurança privada já estão organizados em todo o País. O salto dessa organização se deu entre o final dos anos 80 e o início dos anos 90, como consequência de um processo de reorganização da sociedade brasileira, que recuperava as liberdades individuais e a plenitude dos direitos políticos prejudicados pela ditadura militar.

O SindForte (Sindicato dos Trabalhadores em Serviços de Carro-Forte, Guarda, Transporte de Valores, Escolta Armada e seus Anexos e Afins do Estado de São Paulo) nasceu nesse contexto, sendo fundado em histórica assembléia da categoria dia 16 de fevereiro de 1992.

De lá para cá, se passou uma década. Foram tempos difíceis, com o País atravessando sucessivas crises, o impeachment de um presidente, ondas de violência, hiperinflação, edição de planos econômicos, tudo isso pressionado pelo processo de globalização, que mudou profundamente a economia e as relações entre capital e trabalho.

Nosso Sindicato esteve atento a essas mudanças e, em todos os momentos, procurou atuar de forma afirmativa, preservando a autonomia da entidade e fazendo a defesa dos interesses da categoria.

O saldo dessa postura afirmativa é positivo. Em dez anos, o Sindicato se estruturou em todo o Estado, com sede própria na Capital e subsedes em seis grandes cidades; constituiu uma ampla rede de assistência; firmou convenções coletivas; passou a representar também o setor de Escolta Armada; liderou a luta pela reblindagem dos veículos transportadores de valores; batalhou pela conquista da Carteira Nacional do Vigilante; enfim, atuou como entidade autônoma e verdadeiramente representativa. A categoria correspondeu a esse trabalho: hoje, no setor de Transporte de Valores, a sindicalização já chega a 90%. Na Escolta, cuja primeira Convenção Coletiva não tem ainda um ano de vida, a sindicalização também avança a cada dia.

Greves e lutas - Em maio 1993, por exemplo, com apenas um ano de existência, colocamos os trabalhadores nas ruas de São Paulo, mostrando empenho e disposição de lutar para conquistar benefícios. Foi nossa primeira greve, quando conquistamos o tíquete-refeição.

Conquistas - Em 1992, foi assinada a primeira Convenção Coletiva do Transporte de Valores. Nessa mesma Convenção, conquistamos Piso Salarial. No ano seguinte, veio o tíquete-refeição, como já foi mencionado. Em 1994, passamos a receber o Adicional de Risco de Vida, que é de 30% sobre o piso. Em 1997, 70% da categoria ganhou estabilidade no emprego, uma conquista de poucos.

Sede - Em 1998, compramos a nossa sede em São Paulo e, no mesmo ano, instalamos o gabinete odontológico. Em 2000, a subsede de Campinas também passou a contar com dentista.

Mais segurança - Uma das nossas principais reivindicações era segurança, e, em 1999, tivemos uma importante conquista nessa área: a reblindagem dos veículos.

Escolta Armada - Em 2000, passamos a representar a Escolta armada e, no ano passado, essa categoria conquistou a primeira Convenção Coletiva.

Mais vitórias - Conquistamos também durante esses dez anos: convênio médico extensivo aos dependentes, colônia de férias, coletes e armas mais potentes, assistência jurídica, Carteira Nacional do Vigilante e Cipas atuantes.

PLR - Falta a Participação nos Lucros e/ou Resultados das empresas, PLR, que já é lei. E o SindForte está batalhando junto aos patrões pelo pagamento desse benefício.

Campanhas de 2002 - O SindForte se prepara para duas importantes campanhas salariais. A primeira é da Escolta Armada, com data-base em 1º maio. Já fizemos a primeira assembléia, dia 12 de março. A segunda é do Transporte de Valores, data-base em 1º de junho.

Mobilização permanente - As campanhas salariais representam um momento especial na mobilização. Mas, no SindForte, a luta é permanente, com visitas às portas de empresa, assembléias, eleições de Cipa, paralisações, mesas-redondas e acordos por empresa.

Vamos em frente - A diretoria do SindForte, liderada por João Passos, tem importantes metas definidas. E, com certeza, irá alcançar cada uma delas, contando, para isso, com o efetivo apoio dos trabalhadores. Em frente, sempre!


Topo - Home
Leia o jornal em PDF
 
Rua Francisca Miquelina, 98, Bela Vista,São Paulo. Telefone (11) 3105.2486. E-mail: sindforte@sindforte.org.br