Empresa é condenada por
usar colete anti-balas vencido


O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Minas Gerais condenou uma empresa de transporte de valores ao pagamento de indenização a um trabalhador por danos morais, em razão deter fornecido ao empregado um colete a prova de balas com data de validade vencida.

A empresa admitiu que o vigilantesubstituiuum colega em horário de almoço e, nessa ocasião, foi fornecido a ele colete balístico vencido. Durante uma hora, ele permaneceu no local, usando o equipamento.

Sentença - Segundo o juiz convocado Flávio Vilson da Silva Barbosa, a empresa praticou ato ilícito, pois forneceu equipamento de proteção irregular. O magistrado entendeu que houve dano moral ao trabalhador, caracterizado pelo perigo manifesto de mal considerável. Ele condenou a ré a pagar indenização no valor de R$ 3.000,00.

A sentença foi proferida pela 6ª Turma do TRT-MG, por maioria de votos, no julgamento do processo 0000557-62.2011.5.03.0011 AIRR.


Home
Leia também
Clique na opção
 
Palavra do Presidente
Eu tenho orgulho
de presidir nosso Sindicato
 
Lideranças cumprimentam SindForte pelos 20 anos
 
Galeria de fotos
20 anos do Sindforte
 
Mande um e-mail para os diretores
 
 
 
Rua Francisca Miquelina, 98, Bela Vista, São Paulo. Telefone (11) 3105.2486. E-mail: sindforte@sindforte.org.br