Intransigência patronal no TRT
Sem acordo no Tribunal, greve
por PLR continua na Protege

João Passos com diretores e integrantes da Comissão de Trabalhadores
Companheiros(as): não houve acordo na audiência de conciliação realizada hoje (7), às 15 horas, no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 2ª Região, no Centro da Capital. Os patrões da Protege sequer se dignaram a apresentar uma proposta de PLR/PPR perante a Justiça, o Sindicato e a Comissão de Trabalhadores da empresa.

Portanto, é hora de intensificar nossa mobilização, para dobrar a intransigência patronal. O presidente João Passos afirma: “Nossa mobilização para garantir o pagamento da Participação nos Lucros e/ou Resultados (PLR/PPR) seguirá forte, como tem sido desde o início”.

Nossa paralisação, que ontem (6) ganhou mais adesão da categoria e teve o reforço dos companheiros da Força Sindical, vai continuar até a empresa ceder. “Agradecemos a participação de outras categorias, que estão reforçando a nossa luta”, frisa nosso presidente.

Valorização - Para o presidente da Força Sindical São Paulo, Danilo Pereira, a intransigência das empresas precisa acabar. “Essa postura dos empresários tem que ser reavaliada, pois o setor tem alta rentabilidade. E os trabalhadores arriscam a vida todo dia, para garantir os ganhos das empresas. Eles merecem ser valorizados”, diz.

Cumpriremos a Lei - A greve segue nesta sexta (8), como tem sido organizada até agora. Os companheiros devem ficar atentos, para garantir em atividade apenas os 30% do efetivo de cada unidade, que é a determinação legal.

Atualmente, apenas os funcionários da Prosegur e Transbank recebem o benefício. “Mas a PLR/PPR deve ser para todos, como manda a lei. É nosso direito!”, completa João Passos.

Companheiro(a) - Vamos unidos à luta. Ajude a organizar a paralização na empresa, não aceite pressão nem coação para não participar da greve. Juntos somos fortes e assim sairemos vitoriosos dessa batalha.

Fique em contato com o Sindicato. Ligue 3105.2486


Trabalhadores da protege continuam em greve por pagamento de PLR

 

- Greve por pagamento de PLR na Protege continua

- Trabalhadores param Protege por pagamento de PLR/PPR


Home
Leia também
Clique na opção
 
Palavra do Presidente
Avançar sempre!
 
Lideranças cumprimentam SindForte pelos 20 anos
 
Galeria de fotos
20 anos do Sindforte
 
Mande um e-mail para os diretores
 
 
 
Rua Francisca Miquelina, 98, Bela Vista, São Paulo. Telefone (11) 3105.2486. E-mail: sindforte@sindforte.org.br