Paralisação garante pagamento
de PLR/PPR na Protege


João Passos com diretores e integrantes da Comissão de Trabalhadores
Após quatro dias demobilização, chegou ao fim a paralisação dos trabalhadoresda Protege. Na tarde desta sexta (8), nosso Sindicato fechou um acordo com a empresa, que garante o pagamento de Participação nos Lucros e/ou Resultados (PLR/PPR) aos companheiros. Os companheiros estavam de braços cruzados desde segunda-feira (5).

Nosso presidente João Passos comemora, ressaltando que o acordo foi uma grande vitória dos trabalhadores. Ele diz: “A Comissão de Negociação e os trabalhadoresestão de parabéns, principalmente os companheiros de Campinas e da Base Oeste da Capital, que conseguiram paralisar as garagens totalmente”.

Como ficou - APLR corresponderá a 30% do Piso da categoriaem 2013, primeiro ano de vigência do acordo; no ano que vem, o percentual sobe para 60%; e, no ano seguinte (2015), a Participação alcançará 100% do salário base dos trabalhadores. O primeiro pagamento está previsto para novembro deste ano.

O presidente João Passos agradece o apoio que outras categorias e a Força Sindical deram à nossa mobilização. “Nesses quatro dias, a adesão foi maciça e mostramos ao patronato a força da categoria e do Sindicato.Agradecemos a participação de outras categorias, que estão reforçando a nossa luta”, enfatiza.

Vitória - A mobilização vitoriosa na Protege começou na terça (5), depois que ficou claro que a única saída para barrar a enrolação das empresas era ir à luta. Após várias mesas-redondas, o prazolimite que foi dado para as empresas apresentarem propostade PLR/PPR terminoudia 30 de janeiro, mas não tivemos resposta de nenhuma delas.

Atualmente, apenas os funcionários da Prosegur e Transbank recebem o benefício. “Mas a PLR/PPR deve ser para todos, como manda a lei. É nosso direito!”, completa João Passos.

Companheiro(a) - Vamos continuar unidos, para levar esta luta às demais empresas da base. Ajude a organizar a mobilização, não aceite pressão nem coação das chefias. Juntos somos fortes e, como ocorreu na Protege, sairemos vitoriosos dessa batalha.6

 

- Greve por pagamento de PLR na Protege continua

- Trabalhadores param Protege por pagamento de PLR/PPR


Home
Leia também
Clique na opção
 
Palavra do Presidente
Avançar sempre!
 
Lideranças cumprimentam SindForte pelos 20 anos
 
Galeria de fotos
20 anos do Sindforte
 
Mande um e-mail para os diretores
 
 
 
Rua Francisca Miquelina, 98, Bela Vista, São Paulo. Telefone (11) 3105.2486. E-mail: sindforte@sindforte.org.br