Fechado acordo na escolta
Conquistamos aumento real e
acabamos com "escala do calote"

Companheiro(a): Fechamos o acordo coletivo dos trabalhadores em escolta armada no Estado de São Paulo. O reajuste salarial, a partir de 1º de janeiro, está fixado em 7% para todos, assegurando aumento real frente à inflação – que ficou em torno de 6,3%.

Tivemos um belo ganho no tíquete-refeição, que subiu para R$ 18,25. Considerando-se o tíquete de dezembro, o aumento no benefício foi de 21,6%. Atenção: por força de nossa Convenção Coletiva, toda empresa é obrigada a fornecer dois tíquetes extras ao mês para o funcionário.

191 horas nunca mais! - Um avanço efetivo da negociação conduzida pelo Sindicato foi o fim da "escala do calote". A desonestidade de muitas empresas era a seguinte: impunham as 191 horas e só a partir da 192ª hora se pagava hora extra. Com isso, o calote nas horas extras era generalizado.

Avaliação - Nosso presidente João Passos avalia o acordo e destaca: 1) Conseguimos repor as perdas pelo INPC; 2) Acima do INPC, garantimos em torno de 0,5% de aumento nos salários; 3) No tíquete-refeição, o reajuste (21,5%) é mais que o triplo da inflação medida pelo INPC (6,3%).

João lembra que a jornada de 191 horas foi herdada da vigilância patrimonial. Nosso Sindicato, como se sabe, passou a representar a escola em julho de 2000. Foram 14 anos de persistente luta contra a "escala do calote". E tinha de ser por meio de negociação, pois a demanda judicial nesse aspecto seria incerta. João diz: "Persistimos. Nunca deixamos de reivindicar o fim dessa exploração. Agora, fechamos esse ciclo para iniciar uma nova fase de avanços".


Home
Leia também
Clique na opção
 
Palavra do Presidente
Clique aqui e leia
 
Galeria de fotos
20 anos do SindForte
 
Mande um e-mail para os diretores
 
 
 
Rua Francisca Miquelina, 98, Bela Vista, São Paulo. Telefone (11) 3105.2486. E-mail: sindforte@sindforte.org.br