Cuide da aposentadoria no Sindicato
Custo zero para nossos associados

29/11/2016 - terça-feira

Todo cuidado é pouco na hora de se aposentar. Um passo mau dado nessa hora pode gerar prejuízos para o resto da vida.

Por isso, o Sindicato pede aos companheiros que nos procurem, na sede ou nas subsedes. Nosso Jurídico orientará e encaminhará os pedidos.

No Sindicato, tudo é feito dentro da lei, sem promessas milagrosas e sem riscos.

Fique atento, porque tem picareta na praça, que oferece aposentadoria especial para vigilante e outros benefícios que não têm base legal.

Essa corja cobra do trabalhador, não entrega o que promete e depois some da praça.

Mudou - Até 1990, vigilante tinha aposentadoria especial. Mas a lei foi mudada, derrubando o benefício. Hoje, é preciso analisar caso a caso. E é isso que nosso Jurídico faz.

Todo mundo quer se aposentar o mais cedo possível. Mas a pressa pode ser fatal.
Procure o Sindicato. Não troque o certo pelo perigoso!

Mudança no teto é ruim para o trabalhador

Michel Temer se aposentou aos 55 anos, como Procurador do Estado de São Paulo. Ele recebe, hoje, cerca de R$ 14 mil.

Sua aposentadoria se deu dentro da lei adequada aos Procuradores. É verdade.
Isso, porém, não lhe dá o direito de querer elevar o teto da nossa aposentadoria pra 65 anos.

Isso é injusto e tem sido combatido pelas Centrais e entidades de aposentados.
A Previdência pode ser melhorada. E o primeiro passo é cobrar os grandes devedores. Por que o governo não cobra e por que o Congresso se omite? Será por que esses devedores são também os grandes doares das campanhas políticas?

Não vacile - Caso você esteja em tempos de se aposentar, procure o Sindicato.

Leia também
Clique na opção
 
Mande um e-mail para os diretores
 
 
Rua Francisca Miquelina, 98, Bela Vista, São Paulo. Telefone (11) 3105.2486. E-mail: sindforte@sindforte.org.br