Sindicato rejeita reajuste
abaixo da inflação

24/7/2017 - segunda-feira

Na sexta (21), o Sindicato participou da segunda rodada de negociação da campanha salarial dos trabalhadores no setor de transporte de valores. O encontro, na sede da entidade patronal, em São Paulo, terminou sem acordo.

A bancada patronal, como já prevíamos, está querendo endurecer a negociação. Nesta reunião, que foi a primeira a tratar da questão econômica, os empresários ignoraram a reivindicação de aumento real aprovada em assembleia. Eles ofereceram reajuste geral de 2%, que sequer cobre a inflação. A taxa acumulada em 12 meses encerrados em junho pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPB/IBGE) foi de 2,56%.

A proposta foi rejeitada na mesa de negociação pela bancada dos trabalhadores. Nosso presidente João Passos avalia: “Os patrões estão embalados com a aprovação da reforma trabalhista, querendo impor todo tipo de perdas aos trabalhadores. Mas não vamos permitir retrocessos. Apesar do momento ser difícil vamos, mobilizar e reagir”.

A data-base do segmento do transporte de valores é 1º de julho. A pauta deste ano foi aprovada em assembleias do setor, em todo o Estado, dia 31 de maio.

Itens - Os principais itens aprovados nas assembleis são: a) Aumento real de salário; b) Reajuste diferenciado para o setor administrativo; c) Tíquete-refeição de R$ 36,00 para todos; d) Incluir na Convenção Coletiva a vedação da terceirização no setor de transporte de valores e caixa-forte.

Mobilização - Pedimos a cada companheiro e companheira que fique em contato com o Sindicato, na sede e nas subsedes. Informações ligue 3105.2486. Fale com nossos diretores.

Leia também
Clique na opção
 
Mande um e-mail para os diretores
 
 
Rua Francisca Miquelina, 98, Bela Vista, São Paulo. Telefone (11) 3105.2486. E-mail: sindforte@sindforte.org.br