Convenção Coletiva mantém direitos
conquistados ao longo dos anos

29/10/2018 - segunda-feira


Clique aqui e leia

Dia 26 de setembro, o jornal “Folha de S.Paulo” publicou a manchete: “Trabalhadores têm segundo mês sem reajuste acima da inflação”.

A matéria, da jornalista Anais Fernandes, diz: “Agosto foi o segundo mês consecutivo em que o trabalhador não conseguiu reajuste salarial - isso é, acima da inflação em negociações coletivas”. Ouvido pela jornalista, o professor Hélio Zylberstajn, da Faculdade de Economia da USP, afirma: “O último aumento real foi em junho”.

E nós? Portanto, o recente acordo coletivo firmado pelo nosso Sindicato fura a retranca do arrocho, pois conseguimos 4% de reajuste salarial sobre uma inflação (INPC) de 3,53% e de 4,69% no tíquete-refeição, ante o mesmo INPC.

O presidente João Passos avalia: “Nosso empenho é obter avanços a cada conquista. A classe trabalhadora está atacada pela classe patronal, o governo Temer e um Congresso Nacional muito patronal”. Portanto, ele diz: “Conseguir algum tipo de aumento e avanço está muito difícil, mas nós conseguimos”.

Direitos - Vale lembrar também que conseguimos impedir que os patrões mexessem na nossa Convenção Coletiva. “Mantivemos a íntegra dos direitos e garantias aos companheiros e isso precisa ser valorizado”, comenta nosso advogado, dr. César Graniéri.

Jornal - Nosso Sindicato já está distribuindo, em todas as empresas de carro-forte, a mais recente edição do jornal Transporte Forte, que trata do acordo coletivo firmado para os trabalhadores no transporte de valores.

O jornal traz completa reportagem sobre a campanha salarial no setor, que garantiu aumento real nos salários e no tíquete-refeição. O acordo também assegurou a manutenção dos direitos e conquistas da Convenção Coletiva de Trabalho, beneficiando aproximadamente dez mil trabalhadores.

 
Leia também
Clique na opção
 
Mande um e-mail para os diretores
 
Rua Francisca Miquelina, 98, Bela Vista, São Paulo. Telefone (11) 3105.2486. E-mail: sindforte@sindforte.org.br