Ato na Praça da Sé inicia luta por
uma Previdência pública e universal

20/2/2018 - quarta-feira

Nosso Sindicato marcou presença quarta (20) no ato em defesa da Previdência Pública e contra o fim da aposentadoria. A manifestação foi organizada por oito Centrais Sindicais e reuniu 10 mil pessoas na Praça da Sé, Centro de São Paulo.

O sindicalismo reafirmou a defesa de uma reforma justa. Queremos que a Previdência garanta o direito dos mais pobres à aposentadoria digna e não corte benefícios de viúvas e pensionistas. O projeto já foi entregue ao Congresso Nacional pelo presidente Jair Bolsonaro.

O SindForte foi representado pelo nosso diretor Miguel José Mauro (Maurão). O protesto também teve participação de companheiros da vigilância patrimonial. Maurão diz: “É importante que todos se engajem nessa luta. O trabalhador batalha a vida inteira, ajudando o País. É injusto que se aposente muito idoso e sem condições de se sustentar na velhice”.

Terça - As direções sindicais se reúnem terça (26) no Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) pra avaliar a proposta do governo. As Centrais também vão definir agenda de mobilização das bases, diálogo com a sociedade e tratativas junto aos Poderes.

Nosso presidente João Passos diz: “O direito à aposentadoria é sagrado. A reforma deve começar pelo corte de privilégios. Tem muito marajá por aí, recebendo muito mais do que merece”.


Diretores Maurão em protesto na Praça da Sé

 

 
Rua Francisca Miquelina, 98, Bela Vista, São Paulo. Telefone (11) 3105.2486. E-mail: sindforte@sindforte.org.br