Valorize a convenção

Os direitos dos trabalhadores estão sendo fortemente atacados pelo governo e pelo Congresso.

Exemplos: 1) A lei que ampliou as terceirizações; e 2) A reforma trabalhista que cortou direitos.

O que fez o Sindicato nesse período? Resistiu. E o resultado é que conseguimos manter integralmente as Convenções Coletivas no transporte de valores e também na escolta.

Mesmo sob fogo cerrado, fomos firmes e não perdemos um só direito.

Também mantivemos a proibição do banco de horas na categoria.

Companheiro(a): pela lei trabalhista de Temer, só não podem ser cortados os direitos que estão na Constituição. Todos os demais podem ser podados pela foice patronal.

O que fazer, então? Manter nosso estado de alerta e a mobilização.

Manter direitos significa, na prática, garantir salários, ganhos e dignidade profissional.

E isso não é pouco, de jeito nenhum!

João Passos - Presidente
joaopassos@sindforte.org.br


Home
João Passos - Presidente
Arquivo
 
Rua Francisca Miquelina, 98, Bela Vista,São Paulo. Telefone (11) 3105.2486. E-mail: sindforte@sindforte.org.br