Acordo assegura horas extras atrasadas na Esquadra

693

A Esquadra promete pagar as horas extras atrasadas e apresentar documentos acerca de eventuais atrasos no FGTS, funcionamento do suposto convênio médico e ainda quanto às diárias de viagens. A promessa foi feita hoje à tarde (4/10) durante audiência do Tribunal Regional do Trabalho, na Capital paulista.

A empresa, que tem bases em SP e Campinas, nos setores de transporte de valores e escolta armada, ficou em greve durante dois dias. No acordo firmado, e assinado pela sua advogada e também por funcionária preposta, a Esquadra assumiu o compromisso de pagar, em 25 de outubro, todas as diferenças de horas extras, referentes a julho, agosto e setembro.

Assinado o acordo com tais garantias, frente ao juiz do Trabalho, a empresa prometeu não descontar os dias parados. Os trabalhadores voltarão ao serviço segunda, dia 7.

SindForte – Nosso advogado, dr. César Granieri, com o diretor De Luiz representou o Sindicato nas tratativas. À nossa bancada, somaram-se três funcionários da empresa. No recinto da sala de audiência, cerca de 40 companheiros acompanharam a sessão. O desembargador, dr. Rafael E. Pugliese Ribeiro, abriu palavra para os trabalhadores, que reafirmaram, de viva-voz, as denúncias sobre não-pagamento de horas extras e outros problemas na empresa.

Nosso presidente João Passos afirma: “Peço que os companheiros se mantenham mobilizados, fazendo a devida e legítima pressão para que a empresa cumpra o que tratou e assinou na Justiça”.