Abusos da Amixxam Escolta e Vigilância revoltam os trabalhadores

262

Impressiona a quantidade de irregularidades na empresa Amixxam de Escolta Armada e Vigilância (Penha, SP). Segundo apuraram nossos diretores, os problemas são os seguintes:

1) Até o momento (27 de janeiro), empresa não pagou o 13º salário dos empregados;
2) Os companheiros reclamam que, desde dezembro, a Amixxam não paga salário. Há muito tempo não paga corretamente e, quando o faz, paga pela metade, além de não ter uma data certa;
3) Empresa não paga as horas extras direito. Quando paga, só acerta, no máximo, 50 extras – mas os trabalhadores fazem em torno de 120 horas extras no mês;
4) Empresa não recolhe FGTS dos empregados, tampouco as verbas previdenciárias;
5) Convênio médico não é fornecido aos dependentes dos trabalhadores. Quando fornecido, a Mixxam desconta R$ 150,00 de cada um;
6) Trabalhador é posto em férias, mas empresa não paga o valor correspondente. Também não recebem salário no período;
7) A reciclagem vence, o empregado trabalha assim mesmo, sob risco;
8) Empresa não fornece café da manhã. E sequer paga valor referente ao desjejum;
9) Funcionário toma suspensão sem motivo, o que é outro abuso patronal;
10) Funcionário chega no trabalho, fica à disposição da empresa, mas, se não executa uma tarefa, fica sem receber – ou seja, se não há missão, empresa simplesmente ignora pagamento.

Justiça – Nosso presidente João Passos critica duramente a Mixxam e anuncia que caso vai à Justiça. “Com esse tipo de mau patrão, nem vamos perder tempo de chamar pra mesa-redonda do Sindicato. A questão será tratada direto na Justiça do Trabalho”, diz. E adianta: “Os tomadores de serviço também serão levados à Justiça. É muito abuso e muita conivência entre a Mixxam e os tomadores”.

Denuncie o calote – Mixxam ou outra empresa irregular, denuncie ao Sindicato. Na sede ou subsedes. São Paulo, ligue 3105.2486.