Pressão no Senado mantém nossa aposentadoria especial

267

O texto original de reforma previdenciária, enviado pelo governo federal ao Congresso (PEC 06/2019), derrubava aposentadorias especiais por atividades perigosas ou insalubres.

O vigilante seria diretamente atingido. O corte afetaria também eletricitários e outras funções ou profissões praticadas em ambientes perigosos ou sujeitos a risco.

Mas, felizmente, por enquanto, a aposentadoria especial será mantida.
Hoje (23), pela manhã, após intensas negociações, a reforma aprovada pelo Senado, na noite de terça, preservou nosso direito.

PL – A matéria, agora, será tratada por meio de Projeto de Lei. Nossa luta vai ser para que esse futuro PL não venha cortar direitos, ou seja, preserve a aposentadoria especial, adianta nosso advogado, dr. César Granieri.

João – O presidente João Passos afirma: “Estamos atentos para que não se cometa injustiça com o vigilante. Nossa profissão é de alto risco. Não aceitamos mexer na aposentadoria especial”.

União – Mas essa conquista só ocorreu porque os Sindicatos de todo o Brasil se uniram e mostraram que a categoria não aceitaria, passivamente, perder um direito tão importante. O presidente João arremata: “O caminho da vitória passa sempre pela união”.