SindForte registra aumento na sindicalização

64

No balanço do ano de 2019, o Sindicato dos Trabalhadores em Carro-Forte e Transporte de Valores do Estado de São Paulo aponta crescimento na sindicalização.

Seu presidente, João Passos, afirma: “Temos registrado mês a mês aumento de sócios. Não é uma avalanche e sim um crescimento contínuo”. A entidade prepara seu jornal de balanço, a ser distribuído em todo o Estado – tabloide de quatro páginas, formato germânico.

Na base do Sindicato, hás duas datas-bases. Em julho, a dos transportadores de valores, que formam o segmento majoritário. A negociação coletiva obteve aumento acima do INPC e renovou a Convenção Coletiva por dois anos.

O maior Piso da categoria – incluído o Adicional de Periculosidade – está em R$ 4.424,56. O tíquete-refeição é de R$ 34,78, por dia trabalhador, Sem falta não justificada, o trabalhador recebe dois tíquetes adicionais/mês, de R$ 29,55 cada.

Escolta – Neste momento, o Sindicato negocia a pauta dos trabalhadores em escolta armada. Reivindicações principais são reposição pelo INPC, aumento real de 3% e elevação do PPR de 25% para 30%.