Assembleias na Esquadra debatem regularização de horas extras

448

O Sindicato realizou sexta (24) assembleias na Esquadra, empresa de transporte de valores e escolta armada. As reuniões, que ocorreram no início da manhã nas bases de São Paulo (às 5h30) e Campinas (7h30), tiveram como objetivo debater a regularização do pagamento de horas extras.

Em razão de irregularidades recorrentes e após tentativas infrutíferas de negociação, nosso Departamento Jurídico entrou com pedido de mediação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) para resolver o problema.

Nas assembleias desta sexta, o Sindicato submeteu à aprovação dos trabalhadores a proposta apresentada em audiência de conciliação pré-processual no TRT.

Proposta – Como forma de auxiliar a empresa a regularizar as pendências, ficou definido que o pagamento das horas extras seja feito temporariamente em data diferente dos salários e outros benefícios que vencem no quinto dia útil de cada mês.

Como ficou – A data para o pagamento das horas extras foi fixada no dia 25, considerando as horas extraordinárias realizadas no mês anterior; a empresa pagará multa equivalente a um dia de trabalho por dia de atraso no cumprimento do que ficou definido; o presente acordo tem validade de três meses.

Entenda o caso – Denúncias ao Sindicato apontam que a Esquadra não vem pagando as horas extras até o quinto dia útil do mês seguinte à sua realização. Nosso Jurídico entrou com pedido de mediação no TRT, que determinou o cumprimento de alguns procedimentos antes de abrir uma ação contra a empresa.

Nosso presidente João Passos alerta: “O Sindicato sempre busca resolver os problemas por meio da negociação. Mas, se o empresário prefere o confronto, pior pra ele”.

Denuncie – Não aceite calote no salário, assédio moral, jornada abusiva ou desrespeito à Convenção Coletiva da categoria.

Denuncie ao Sindicato, na sede em São Paulo ou em uma das nossas subsedes. Você denuncia, o Sindicato age!!!

Informações – Na sede, em São Paulo, ligue (11) 3105.2486. Ou procure uma de nossas subsedes no Interior.