Atendemos das 8 às 15 horas. Na sede e nas subsedes

594

Nosso Sindicato em nenhum momento interrompeu  a assistência à categoria durante o surto da Covid-19. Portanto, voltamos a informar que o atendimento, de segunda a sexta, acontece das 8 às 15, na sede e nas subsedes.

Essa rotina será mantida até dia 31, a depender de eventual extensão do prazo por parte do governo do Estado. Segundo decreto de João Doria, a quarentena vigora até 31 deste mês.

O presidente João Passos informa: “Nossa equipe, sejam os diretores, sejam os funcionários, segue as normas das autoridades de saúde, com uso de máscara, álcool gel e outras formas de proteção”. A sede, em SP, por exemplo, funciona com a porta rebaixada ao meio. Mas, dentro, fica tudo aberto pra que haja ventilação.

Presencial – Caso o trabalhador procure a sede ou uma das subsedes, será atendido dentro dos procedimentos, inclusive com medição de temperatura. “A pessoa tem a temperatura medida, precisa estar de máscara e se manter na distância recomendada”, observa nosso presidente.

Esses procedimentos valem para o atendimento, a orientação, a prestação de informações, a secretaria e mesmo a assistência jurídica por nossos advogados.

Cuidado – O presidente João Passos comenta: “A gente cobra rigor das empresas quanto à saúde dos funcionários. Aqui no Sindicato procuramos ser rígidos também pra não pregar uma coisa e fazer outra”.

Mais informações – Na sede, o telefone é (11) 3105.2486; na subsede de Campinas (19) 3236.8562; Bauru (14) 3234.2752; São José do Rio Preto (17) 3234.2130; Santos (13) 3232.1364; Presidente Prudente (18) 3221.3766; e Ribeirão Preto (16) 3610.5960.