Campanha salarial Sindicato fecha acordo com aumento real e outros ganhos no transporte de valores

187

Boas notícias para os nove mil trabalhadores no transporte de valores no Estado de São Paulo. O acordo coletivo foi firmado nesta terça (30), valendo a partir de 1º de julho em todas as empresas de carro-forte. O reajuste será de 10% para vigilantes e funcionários administrativos e sala de valores, acima da inflação (INPC/IBGE) de 9,49% acumulada na data-base.

Refeição – O tíquete-refeição dos vigilantes de carro-forte passou de R$ 26,00 para R$ 30,00 o valor de face, com reajuste superior a 15%; administrativos e sala de valores terão reajuste maior: o tíquete passa de R$ 21,76 para R$ 25,50, aumento de 17%.

Reajuste diferenciado – Vigilantes de base conseguiram reajuste de 11,5% nos salários. O Piso no segmento vai a R$ 2.028,00, já incluindo o adicional de periculosidade de 30%. O tíquete-refeição saiu de R$ 21,76 para R$ 30,00, ou seja, alta de 37,8%.

Piso do vigilante condutor de carro-forte passa a ser de R$ 3.978,90, já incluído o valor do adicional de periculosidade, correspondente a 30%. Nosso presidente João Passos afirma: “Conseguimos um acordo coletivo que supera a imensa maioria das negociações atuais”.

O presidente agradece os trabalhadores da Comissão de Negociações: “Eles apoiaram o Sindicato e foram importantes para essas conquistas”.