Escolta Armada Nossa luta é por aumento real e adicional de risco a 30%

154

A campanha salarial dos trabalhadores em escolta armada já começou. Na última quinta-feira, dia 28
de outubro, a categoria aprovou a pauta de reivindicações que será encaminhada aos patrões
em assembleias na sede e nas subsedes em todo
o Estado.

Agora, é preciso que a categoria toda se mobilize, empresa por empresa, para pressionar a classe patronal e garantir que nossas reivindicações sejam atendidas. Como todos sabem, a economia brasileira atravessa uma ótima fase, com forte crescimento e lucros efetivos para as empresas. O setor de vigilância patrimonial, entre eles o de escolta armada, é um dos que mais cresce e se beneficia
do progresso econômico.

A campanha salarial é o momento de buscarmos, com luta e negociação, a parte que cabe aos trabalhadores nesse crescimento. A data-base dos companheiros da escolta armada é
1º de janeiro. Não fique de fora dessa luta!

Nossas principais reivindicações são:

1. Reposição das perdas salariais provocadas pela inflação nos últimos 12 meses (vamos utilizar o índice maior);

2. De 5%, acima da inflação, para todas as faixas salariais;

3. Complementação do Adicional de Risco de Vida para 30%. Hoje, esse Adicional está em 23%;

4. Aumento no valor do tíquete-refeição para R$ 12,00, por dia trabalhado;

5. Ampliação de direitos na Convenção Coletiva de Trabalho e garantia de conquistas atualmente em vigor, além de outros itens.