GREVE GERAL Não seremos nós que vamos trabalhar Sexta, dia 28, o Brasil vai parar

116

A greve geral é um protesto nacional contra o violento corte de direitos provocado pelas três reformas de Michel Temer: a previdenciária, a trabalhista e a terceirização de tudo. O movimento tem apoio de todas as Centrais, Confederações, centenas de Federações e de Sindicatos das mais diversas categorias profissionais.

Se o Brasil vai parar, não será nossa categoria que irá trabalhar. O Sindicato orienta que o companheiro participe das paralisações e dos protestos, de forma firme, mas ordeira, como sempre fizemos. Em caso de problema, procure nossa sede ou uma das subsedes.

O presidente João Passos afirma: “Quando é greve em empresa, o Sindicato está sempre na linha de frente. Já a paralisação da sexta foi chamada pelas Centrais Sindicais, que estão no comando. A greve geral tem nosso apoio, porque é justa e necessária. Sem o povo nas ruas, o governo vai continuar pisando no nosso pescoço”.

Participe da greve geral e de todas as lutas em prol de um Brasil com emprego, renda e direitos iguais para todos!