Luta pelas 40 horas prossegue a todo vapor

166

Sob liderança da Força Sindical e do deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), segue a todo vapor a luta pela redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas, sem redução de salário.

O setor patronal vem jogando pesado contra essa reivindicação unitária, e justa, do movimento sindical. Mas a unidade dos trabalhadores é forte e faz avançar a luta. O SindForte apoia as 40 horas, porque a redução da jornada pode gerar 2 milhões de empregos e vai ampliar o tempo livre dos trabalhadores.

A qualquer momento a emenda constitucional poderá ser votada no Senado. Na avaliação do presidente João Passos, é hora de mobilização para garantir mais esse direito. Ele afirma: “Além das horas no emprego, os trabalhadores passam muito tempo nas conduções ou no trânsito das grandes cidades. Com a redução da jornada, ele terá mais tempo para a sua família”.