Mais de 20 mil contra a crise na avenida Paulista

209

Mais de 20 mil manifestantes protestaram dia 30 de março na Avenida Paulista, em São Paulo, contra a crise mundial e os juros altos, durante o Ato Internacional contra a Crise e o Desemprego, liderado pela Força Sindical junto com as demais Centrais.

Os manifestantes se concentraram em frente à Fiesp. Houve protesto no Banco Central, na Caixa Econômica Federal e na Bolsa de Valores, no Centro Velho da Capital. Também foram realizadas manifestações nas grandes capitais brasileiras, com a participação de entidades como a União Nacional dos Estudantes (UNE) e o MST.

O presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva (Paulinho), afirmou que a unidade de todas as correntes do movimento sindical vai permitir a viabilizar as conquistas dos trabalhadores. “Vamos unir nossas vozes por mais empregos e menos juros”, ressaltou Paulinho, convidando todos para o 1º de Maio.

Mundo – As manifestações no Brasil atendem ao chamado de organizações sindicais internacionais, como a Confederação Sindical Internacional (CSI) e a Confederação Sindical das Américas (CSA), que estão mobilizando trabalhadores em todo o mundo, a fim de lutar para que os trabalhadores paguem pela crise gerada pelos especulares.

Na manifestação, os trabalhadores reivindicaram a redução da taxa de juros, defesa dos direitos trabalhistas, investimento em políticas sociais e redução da jornada de trabalho, sem redução de salários. O SindForte apoia e participa dessa luta!