Mais um ataque violento a carro-forte Assalto com armamento pesado deixa sete vigilantes feridos

117

Um assalto contra dois carros-fortes, por volta das 18h de quinta (4), na Rodovia Anhanguera, em Araras, deixou sete vigilantes feridos, sendo dois em estado gravíssimo. Um trabalhador que levou um tiro de pistola está internado na Santa Casa, correndo risco de morte e outro atingido que perdeu um dos olhos, também está hospitalizado. Os outros feridos já tiveram alta.

De acordo com a Polícia Rodoviária, depois de passar pelo pedágio, no quilômetro 165, os motoristas dos carros-fortes foram obrigados a parar. Ocupando três veículos, dez homens fortemente armados iniciaram um tiroteio, que foi revidado pelos vigilantes. Os criminosos usaram uma bomba para explodir a porta de um dos veículos e fugiram com o dinheiro.

O presidente João Passos denuncia: “Está cada vez mais perigoso trabalhar em nossa profissão. A escalada de violência não tem fim, apesar dos nossos apelos às empresas para que tomem mais medidas de prevenção e por uma ação mais eficaz da polícia”.

Nosso presidente lamenta mais este ataque, informando que o Sindicato dará toda assistência necessária aos companheiros feridos e suas famílias. O SindForte também vai acompanhar as investigações, exigindo que as autoridades atuem com rigor e que os bandidos sejam capturados e punidos exemplarmente.

Investigação – A Intervias, concessionária que administra o trecho, confirmou que as câmeras de segurança da pista gravaram a ação e as imagens serão cedidas à polícia. A Transnacional, empresa responsável pelos carros-fortes assaltados, afirmou na sexta (5), que não vai se manifestar sobre o assunto.