MÁS CONDIÇÕES DE TRABALHO DOMINAM SETOR DA ESCOLTA

340

Nosso Sindicato recebe muitas denúncias sobre más condições de trabalho na escolta armada.

Entre elas:

Veículos inseguros – Muito carro quebrado, falta de manutenção, bancos escorados com tábuas ou tijolos.
Calote na hora extra – Trabalhador não recebe cópia da folha do ponto, o que impede conferir se está certo o número de horas lançadas, bem como o valor pago. Atenção: o adicional da hora extra é de 60%. Em domingos, folgas e feriados, esse adicional é de 100%.
Maracutaia na Previdência – Tem empresa que desconta sobre o valor bruto do salário, mas repassa à Previdência a porcentagem sobre o Piso.
Uniformes em mau estado – Empresa tem que fornecer duas calças e duas camisas por ano. Muitas vezes a peça se desgasta e o companheiro é obrigado a usar uniforme esfarrapado.

13º salário – Atenção: o Adicional Risco – de 30% – deve integrar os valores do 13º do trabalhador.

PPR – Programa de Participação nos Resultados
Na escolta armada, o PPR tem que ser pago de uma vez, até 31 julho. O porcentual é de 30% do Piso Salarial.

DENUNCIE – Toda irregularidade deve ser denunciada ao Sindicato. Não vacile!

Clique aqui e leia