Pauta de reivindicações já está com os patrões – Na entrega avisamos: se precisar, vamos parar

141

A diretoria do Sindicato entregou aos patrões, dia 6 de maio, a nossa pauta de reivindicações, deixando claro que sem o atendimento dos nossos pleitos a categoria poderá cruzar os braços em todo o Estado.

Os trabalhadores sabem que a economia brasileira está bombando e que o faturamento das empresas também está crescendo. Portanto, chegou a hora das empresas fazerem justiça com os trabalhadores, que garantem a rentabilidade do setor empresarial – mesmo tendo que colocar a vida em risco no exercício das funções profissionais.

A data-base do setor de transporte de valores é 1º de junho.

O presidente João Passos afirma: “O Brasil será muito mais desenvolvido se pagar salários justos aos trabalhadores. E nós lutamos para que isso ocorra”. O presidente informa que as primeiras rodadas de negociações vão ocorrer nos dias 19 e 26 de maio e em 2 de junho, com participação do Sindicato e da Comissão de Trabalhadores, formada por companheiros que trabalham na Capital e Interior.

Itens – Todas as cláusulas da nossa pauta são importantes, mas os trabalhadores estão muito mobilizados em torno de três reivindicações:

Hora de almoço – Se não for cumprida integralmente, a empresa deve pagar o período com adicional de hora extra;

Administrativos – Aplicação de um aumento diferenciado (a mais) para os companheiros da Sala de Valores, Tesouraria e do Setor Administrativo;

Vigilantes de Base – Aplicação de um aumento diferenciado (a mais) para os vigilantes de base, para fazer justiça a esses companheiros.