Polícia desarticula quadrilha que atacava carros-fortes

138

Quando a polícia não age, nós criticamos. Mas, quando ela mostra eficiência, é nosso dever elogiar e reconhecer.

É o caso da prisão de um ex-sargento do Exército, que, segundo o Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), liderava uma das principais quadrilhas de ataques a carros-fortes do Estado. Ademir Luís Rondon estava entre os quatro detidos em uma operação, em três locais na região de Campinas, dia 10. Com o grupo, foram encontrados cinco fuzis, duas pistolas, munições e o carro que seria usado nas ações.

O ex-sargento usava táticas militares para interceptar os blindados e já tinha passagem por roubo, diz o Deic. A quadrilha posicionava as armas no vidro traseiro do carro, aproveitando a camuflagem de um adesivo para atirar nos carros-fortes.

A prisão ocorreu quando a quadrilha se preparava para atacar um carro-forte na região de Campinas. A quadrilha foi indiciada por receptação, porte ilegal de arma e organização criminosa.