SindForte informa trabalhador da RRJ: Pedimos ao Ministério Público que investigue a empresa

381

O Jurídico do Sindicato protocolou quinta (16) pedido de abertura de inquérito pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), visando apurar a real gravidade da situação da RRJ, empresa do setor de transporte de valores.

A iniciativa é uma resposta à postura antissindical da empresa, que não compareceu à mesa-redonda na Superintendência Regional do Trabalho, em São Paulo, marcada para quarta (15), às 10 horas.

O advogado do SindForte, dr. César Graniéri, explica que o Sindicato pretende, com a abertura do inquérito, recompor o clima de tranquilidade entre os trabalhadores, que ficou abalado em razão da ocorrência de diversas situações atípicas.

Irregularidades – A última delas foi a denúncia de que 25 trabalhadores foram colocados em férias, sem o pagamento das verbas legais estabelecidas na CLT e na Convenção Coletiva de Trabalho. Atrasos ocasionais também têm ocorrido na quitação de outros direitos.

O dr. César afirma: “Vamos aguardar, agora, a designação de um relator para o inquérito, que deverá convocar reunião de urgência, a fim de ouvir as pessoas arroladas”. Nosso advogado informa que, no desenrolar do inquérito, o Sindicato será acompanhado por uma Comissão de Trabalhadores eleita na empresa.

Informações – Nosso presidente João Passos pede que os trabalhadores da RRJ fiquem atentos, em contato permanente com o Sindicato. Ligue 3105.2486 (sede, em São Paulo) e 3236.8562 (subsede de Campinas). Fale com nossos diretores.