Sindicato vai à Justiça contra abusos na Conan

170

A empresa Conan, da escolta armada, vem apresentando diversos problemas desde o ano passado. O Sindicato vem tentando resolver por meio de negociação, mas as coisas chegaram ao limite.

Os atrasos de salário são frequentes, inclusive do 13º de 2012; a empresa tem colocado companheiros em férias, sem o pagamento das verbas; não repassa ao INSS o valor descontado dos trabalhadores; e também atrasa o recolhimento do Fundo de Garantia. No mês passado, parte dos trabalhadores paralisaram suas atividades.

Mesa-redonda – Convocamos a Conan e tomadores de serviço à gerência do Trabalho em Campinas, para exigir respeito aos direitos. Na primeira reunião, dia 19 de abril, a empresa não compareceu, alegando dificuldades devido à perda de contratos.

Dia 23, a representante da empresa apareceu. Ela queria colocar o pessoal que estava parado em férias, pagando somente as verbas. O salário de abril seria pago apenas no retorno das férias, quando os trabalhadores seriam colocados em aviso prévio.

O Sindicato reuniu os companheiros da comissão de trabalhadores, que decidiram rejeitar a proposta. Eles preferiam que a empresa efetuasse a demissão de imediata, pagando tudo que deve. A Conan não aceitou.

Impasse – Diante da recusa, o Sindicato está apoiando os trabalhadores em ações na Justiça, que visam garantir o pagamento. Muitos já optaram por pedir a rescisão indireta do contrato de trabalho.