Trabalhador da escolta conquista aumento, PPR e café da manhã

195

A campanha salarial dos trabalhadores na escolta armada foi encerrada com vitória. A classe patronal queria empurrar a negociação com a barriga, mas o SindForte pressionou e conseguiu fechar um acordo coletivo com várias conquistas. Os benefícios valem a partir de 1º de janeiro, data-base da categoria.

Nosso presidente João Passos afirma: “Tivemos que agir com firmeza, porque os patrões não estavam querendo negociar. O acordo foi vantajoso, o que é uma boa notícia para o trabalhador às vésperas do Natal”. Cerca de 3.700 vigilantes de escoltaarmada serão beneficiados em todo o Estado.

PRINCIPAIS ITENS:

Salário – O reajuste salarial será de 5,58%, repondo integralmente a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC/IBGE). Com o reajuste, o Piso da categoria passa de R$ 1.204,22 para R$ 1.271,41. Com o Adicional de Risco de 30%, o menor salário pago no setor será de R$ 1.652.83;

Tíquete-refeição – Sobe de R$ 12,18 para R$ 15,00. Aumento de mais de 23%;

Café da manhã – Outra grande conquista do acordo coletivo foi garantir o fornecimento obrigatório de café da manhã, antes do início da jornada de trabalho, em todas as empresas. O desjejum terá café, leite e pão com manteiga e será servido até às 8 horas da manhã;

Participação nos Lucros – Até agora, os trabalhadores não recebiam Participação nos Lucros e/ou Resultados. Na negociação deste ano, conseguimos aprovar um Programa de Participação nos Resultados (PPR) equivalente a 25% do Piso do trabalhador;

Convênio médico – Já era obrigatório em todas as empresas da base. Agora, empresa que não oferecer plano de saúde, terá de pagar multa de R$ 250,00 por funcionário, revertida em prol do empregado;

Risco de Vida – O adicional de 30% do salário, agora garantido em lei, já está valendo desde 2 de dezembro, quando o Ministério do Trabalho e Emprego publicou portaria regulamentando a Lei 12.740/2012. Isso significa que o adicional passa a ter incidência sobre todas as verbas trabalhistas. É mais um avanço.

Veja: a partir de janeiro, o adicional de 30% incide sobre o 13º salário, férias e horas extras.

Informações – No Sindicato, ligue 3105.2486. Ou em nossas subsedes.