Trabalhadores param Protege pelo pagamento de PLR/PPR Movimento continua nesta quarta, dia 6

182

Nosso Sindicato deu mais um importante passo na mobilização dos trabalhadores pelo pagamento de Participação nos Lucros e/ou Resultados (PLR/PPR) por todas as empresas de transporte de valores. Nesta manhã (5), o SindForte coordenou uma paralisação nas garagens da Protege em São Paulo, Campinas e Santo André, que teve adesão maciça dos companheiros. “Paramos a Protege e as garagens da empresa permanecerão em greve, até que a empresa se disponha a negociar”, afirma nosso presidente João Passos. Ele ressalta que deve os trabalhadores de todas as empresas devem receber o benefício, como já ocorre na Prosegur e Transbank, que foi incorporada pela primeira.

“Queremos PLR para todos. Está na lei. É nosso direito”, enfatiza João.

100% parado – Hoje (5), foi alto o grau de adesão nas bases Oeste (Água Branca) e Campinas (bairro São Bernardo). Mas, em algumas bases, a empresa mandou os trabalhadores entrarem às 4 da manhã, o que desmobilizou parcialmente as paralisações. Vamos impedir que isto se repita!

Companheiro(a): vamos unidos à luta. Ajude a organizar a paralização naempresa, não aceite pressão nem coação para não participar da greve. Juntos somos fortes e assim sairemos vitoriosos dessa batalha.

Fique em contato com o Sindicato. Ligue 3105.2486