Vigilantes de carro-forte denunciam situação precária na RRJ

191

O Sindicato dos Trabalhadores no Transporte de Valores e Escolta Armada de São Paulo (SindForte) denuncia más condições de trabalho dos empregados e precariedade nas instalações da empresa de carro-forte RRJ, instalada na rua Mário de Andrade, bairro Barra Funda, Zona Oeste da capital paulista.

A queixa dos trabalhadores é: 1) Quantidade insuficiente de banheiros. Há somente dois banheiros para cerca de 700 funcionários; 2) O vestiário está muito sujo; 3) Não existem chuveiros para o banho dos companheiros.

Segundo o presidente do SindForte, João Passo, a entidade vem intensificando a fiscalização nas condições de trabalho das empresas em todo o Estado, a fim de fortalecer a campanha pelo Trabalho Decente. O sindicalista destaca que o mercado está aquecido no setor de transporte de valores e as empresas deveriam direcionar parte dos lucros para investimentos na saúde e segurança dos seus funcionários

O Sindicato já encaminhou pedido de mesa-redonda à Superintendência Regional do Trabalho de São Paulo. João Passos afirma: “O trabalhador merece um local limpo e confortável. As más condições no ambiente de trabalho devem ser combatidas”.