Vigilantes de todo o Brasil apoiaram Dilma

138

A ex-ministra Dilma Rousseff será a próxima presidente da República. Candidata por uma coligação que reuniu dez partidos, tendo à frente PT e PMDB, ela foi eleita em segundo turno, dia 31 de outubro, com 56,05% dos votos (55.752.529), e será a primeira mulher a ocupar o cargo na história da política brasileira. O atual presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer, foi eleito vice-presidente.

Os dois assumem o cargo em 1º de janeiro de 2011, com a responsabilidade de cumprir as promessas feitas na campanha, como melhorar a saúde, a segurança pública, a geração de empregos e a educação, que são os temas que mais preocupam a população.

A presidente eleita teve o apoio de lideranças sindicais dos vigilantes de todo o País, que divulgaram um documento chamado de “Carta aos Vigilantes Brasileiros” – onde foram lembradas as perdas da categoria durante o governo Fernando Henrique, entre elas a aposentadoria especial.

Apoio – Eles também apontaram o corte em postos de trabalho no INSS, com a adoção de aparato eletrônico de segurança. O documento foi assinado por dezenas de sindicalistas, como José Boaventura Santos, presidente da nossa Confederação, e João Passos, presidente do SindForte São Paulo