BOLETIM CHEGA À BASE E REPUDIA BANCO DE HORAS

862

Até o final da tarde desta quinta (12), o boletim do Sindicato terá chegado a 100% das nossas bases em São Paulo e Campinas. Amanhã, sexta (13), nossos diretores cobrem as demais regiões do Estado.

O boletim Transporte Forte destaca a posição da categoria e do Sindicato contra o banco de horas ou suposta compensação. Como todos sabem, nossa Convenção Coletiva não aceita banco de horas, mas os patrões do transporte de valores tentam impor essa maldade.

Data-base – A data-base no transporte de valores é 1º de julho. Porém, até agora nossa pauta continua sem uma resposta efetiva. O setor patronal sabe que a categoria rejeita o banco de horas, porque, como diz nosso presidente João Passos, “nesse banco o companheiro trabalha, mas não recebe as horas feitas”.

Resistência – O Sindicato pede aos companheiros que se unam nos locais de trabalho, se mobilizem por meios das redes sociais e multipliquem o repúdio da categoria ao corte de direitos. “Banco de horas, na prática, significa redução salarial”, alerta o presidente João.

Clique aqui e leia o Boletim

MAIS – Fique em contato com nossa sede ou subsedes. Em SP: 3105.2486.